sexta-feira, maio 11, 2007

Cada árvore é um ser para ser em nós

Pinheiro-manso (Pinus pinea L.) - Alvor

Cada árvore é um ser para ser em nós

Cada árvore é um ser para ser em nós
Para ver uma árvore não basta vê-la
a árvore é uma lenta reverência
uma presença reminiscente
uma habitação perdida
e encontrada
À sombra de uma árvore
o tempo já não é o tempo
mas a magia de um instante que começa sem fim
a árvore apazigua-nos com a sua atmosfera de folhas
e de sombras interiores
nós habitamos a árvore com a nossa respiração
com a da árvore
com a árvore nós partilhamos o mundo com os deuses.

António Ramos Rosa

2 comentários:

avelana disse...

nós habitamos a árvore com a nossa respiração
com a da árvore
com a árvore nós partilhamos o mundo com os deuses.

E experimenta abraçar uma árvore, colocando as palmas das mãos encostadas ao tronco ...

um abraço para ti

Pedro n. t. santos disse...

Há, de facto, prazeres difíceis de explicar e impossíveis de partilhar...as árvores sãos seres extraordinários!

Abraço