quarta-feira, abril 23, 2008

Tal e qual como em Portugal...

Julho de 2007 (EN 230 Covilhã - Tortosendo) - Plátano morto como resultado de poda radical no Inverno anterior.

Na Grã-Bretanha decidiu-se quantificar monetariamente o valor botânico, estético e social das árvores monumentais das cidades.

O plátano de Berkeley Square, em Londres, com uma idade aproximada de 200 anos e uma altura de 30 metros, foi "classificado" como sendo a árvore mais valiosa da cidade e da Grã-Bretanha, com um valor estimado de 938 000 euros.

Este sistema de avaliação está baseado num método desenvolvido pelas autoridades locais, o qual tem em conta as dimensões da árvore, o seu estado sanitário, a sua importância histórica e o número de pessoas que vivem perto da árvore e beneficiam da sua proximidade. (Nota: é necessário explicar a certas pessoas que, em Inglaterra e na generalidade da Europa e América do Norte, viver nas imediações de uma árvore monumental é visto como um privilégio, que inclusive valoriza o valor de um imóvel, e não como um aborrecimento).

Notícia completa no Elmundo.es

2 comentários:

João Martins disse...

Post Brilhante!

Parabéns!

Miguel disse...

...como aconteceu em Felgueiras com a tília monumental que foi trucidada. Mas isso já é outra história...