quarta-feira, agosto 01, 2007

Uma segunda oportunidade

Castanheiro-americano [Castanea dentata (Marsh.) Borkh.] - origem da fotografia (USDA)

O castanheiro-americano [Castanea dentata (Marsh.) Borkh.] era, até ao início do século XX, uma árvore comum e, com frequência, dominante nas florestas do Leste dos Estados Unidos.

Era uma espécie valorizada pela beleza do seu porte majestoso, pelo crescimento rápido e pela capacidade de se regenerar vigorosamente a partir do sistema radicular. As suas castanhas constituíam um importante recurso alimentar para a fauna selvagem e eram muito apreciadas pelo ser humano. A madeira desta espécie era muito valorizada pela sua elevada durabilidade: "Not only was baby's crib likely made of chestnut, but chances were, so was the old man's coffin".


A partir do início do século XX a espécie começou a ser dizimada em larga escala pelo fungo Cryphonectria parasitica (Murr.) Barr. Infelizmente, o castanheiro-americano revelou-se extremamente vulnerável a este fungo com origem na China.

O Cryphonectria parasitica (Murr.) Barr é inofensivo ou provoca poucos danos nas duas espécies de castanheiro de origem asiática: Castanea mollissima Blume e Castanea crenata Sieb. & Zucc; no entanto, é o responsável pelo chamado cancro do castanheiro na espécie europeia, o nosso bem conhecido Castanea sativa Miller.

Pelo blogue Tree Notes, através deste texto, fiquei a saber dos esforços dos cientistas para tentar repovoar o leste dos Estados Unidos com o castanheiro-americano. Parte deste esforço baseia-se na produção de plantas a partir de árvores consideradas resistentes à doença - mais informação sobre este assunto nestas páginas (aqui e aqui).


3 comentários:

Gennie Netz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Genevieve disse...

Thanks for the links to Tree Notes and for your visits there. I wish I spoke Portuguese so I could read more of your blog!

(I posted this once and had to delete it. I forgot I was still logged into my church's Blogger account.)

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

You're welcome. Portuguese can be very difficult to understand (those irregular verbs!...)

I enjoy read your blog and I found that text about the American chestnut very interesting. I remember that case of the chestnut blight from the classes of ecology in the university.

Here in Europe we also have the same problem because this fungus also attacks the European chestnut. Our scientists are also working on a solution for this problem.