domingo, março 22, 2009

Retrato da árvore em Portugal (de volta à realidade)



Ontem foi o "Dia da Árvore". Foi o dia das boas intenções, de centenas de árvores plantadas.

No dia seguinte, convém lembrar que muitas das autarquias que patrocinam esses actos são as mesmas que permitem situações como a da imagem.

Esta árvore permanece morta há quase dois anos numa rua de Albufeira, perante a indiferença de todos. E não é caso único...

Este retrato faz parte do quotidiano das cidades portuguesas. Como se muda? Passando das palavras aos actos. Cuidar de forma adequada das árvores das nossas ruas deve ser prioritário a plantar novas, sobretudo quando tal se resume a um acto de mero "marketing verde".


P.S. - Ainda ontem, na edição do Público (no suplemento "Local Lisboa"), se relatava mais uma requalificação à portuguesa, desta feita no concelho de Oeiras: abate de árvores saudáveis com o justificativo de plantar mais árvores! O contribuinte paga...

3 comentários:

* disse...

O Grémio* diz mais: "O retrato de Portugal numa árvore". As árvores, como outros aspectos da paisagem são a melhor imagem dos valores e das ambições deste povo.

Não é um simples trocadilho, pois as árvores destes últimos posts reflectem bem a falta de compustura (e de decência) deste país. Elas são mais eloquentes que toda a retórica vomitada pelos administradores do condomínio, que enche as páginas da imprensa amorfa e alimenta os telejornais.

Saudações

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

É de facto mais do que um simples trocadilho: "O retrato de Portugal numa árvore" podia muito bem ter sido o título deste texto.

Ela espelha todo o desprezo a que a árvore é votada neste país, em particular em ambiente urbano.

Saudações.

Rafael Carvalho disse...

O tempo/dinheiro/recursos gastos pelas autarquias na amputação das árvores, poderia certamente ter maior préstimo...
Cumprimentos