terça-feira, outubro 09, 2007

Se deste Outono...


Primeiro as fotografias de uma estação que vai mudando os tons e os cheiros da paisagem. É o Outono que se adivinha...

Um
dos meus locais predilectos deste país, o Douro. Fotografado este passado fim-de-semana pelo meu amigo Vítor; obrigado, sobretudo por me teres ajudado a compreender as saudades que sinto desse vale abençoado...

Frutos que aconchegam; uma Natureza madura e generosa. Um excesso de Natureza, como disse o Torga...
















E depois um poema...de Outono, claro.

Se deste outono uma folha,
apenas uma, se desprendesse
da sua cabeleira ruiva,
sonolenta,
e sobre ela a mão
com o azul do ar escrevesse
um nome, somente um nome,
seria o mais aéreo
de quantos tem a terra,
a terra quente e tão avara
de alegria.


Eugénio de Andrade

Bem-vindos ao Outono. Para mim, mais do que nenhuma outra, uma estação de renascimento...

1 comentário:

Jardineira aprendiz disse...

Saudades partilhadas!