terça-feira, agosto 22, 2006

O General Sherman e a sua descendência lusa


















Sequóia-gigante [Sequoiadendron giganteum (Lindl.) Buchh.] , denominada "General Sherman" - Sequoia National Park, E.U.A. , Agosto de 2006


Espero que não esteja a tornar este blogue demasiado familiar, ao partilhar esta fotografia tirada pelo irmão da minha namorada, há escassos dias, na californiana Serra Nevada, mais concretamente no Sequoia National Park.

Esta árvore é a maior do mundo em termos de volume, com um valor de 1487 metros cúbicos. Tem uma altura aproximada de 84 metros (m) e o tronco tem, na base, um diâmetro máximo de 11 m. Para se ficar com uma ideia de quantas pessoas seriam necessárias para a abraçar, basta afirmar que mede de perímetro à altura do peito, qualquer coisa como 24 m.

Calcula-se que supera os 2000 anos de idade...Pois é, não sei se troque de carro ou se invista esse dinheiro só para ver de perto e sentir o cheiro deste milagre da natureza.


Em Portugal, existem alguns "bebés" desta espécie, com pouco mais de 100 anos, estando alguns dos melhores exemplares no Parque do ex-Sanatório Sousa Martins, na vizinha cidade da Guarda, possuindo cerca de 40 m de altura e um perímetro à altura do peito de aproximadamente 5 m.

Poderão dizer alguns que são valores muito modestos quando comparados aos do General Sherman, mas se tivermos em conta que estas árvores estão fora do seu habitat original e que, para a longevidade da espécie, são ainda bastante novas, não deixam de ser valores admiráveis.
Pessoalmente, num trabalho de identificação em que participei, na Quinta da Cruz (Viseu - freguesia de S. Salvador), tive a feliz oportunidade de participar na descoberta de um exemplar desta espécie com 34,2 m de altura e 4,6 m de perímetro à altura do peito. (Nota: infelizmente, este exemplar de Viseu, possivelmente em virtude de um temporal, perdeu a flecha original).

5 comentários:

bettips disse...

Olá Pedro, que bom que existas! Gostei e li todos os teus posts, com o cuidado que me merece o amor pela Natureza. Dói...destrói, esta "parolice" que estão a deixar como herança! E que é difícil de definir, tem contornos que vão do topo (como dizes, deviam prestar contas!) ao cantoneiro que não quer perder o magro emprego. Na Serra da Estrela vi voluntários a apanhar lixo! Quanto ao arquitecto Ribeiro Telles é um homem que sempre disse o mesmo, há décadas. É tão admirável a sua postura que esqueço completamente a "monarquia" para o ouvir e ler. Abç para esse vale lindo, do lado de lá de nós, litoral!

pedro n. t. santos disse...

Obrigado pelas palavras, sobretudo porque as sinto muito sinceras!A gente vê-se por aí, um abraço também deste para o outro lado da Serra...

Anónimo disse...

É MUITO LEGAL ESSE BLOG.POR CAUSA DELE CONSIGUI FAZER UM TRABALHO SÓ Ñ SEI SI GANHEI O VALOR MÁXIMO.CONTINUI DIVULGANDO COISAS LEGAIS ASSIM.UM BEIJO.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Obrigado por ter confiado na informação que aqui recolheu para fazer o trabalho; como professor e amante da natureza, tento que essa informação seja o mais rigorosa possível, tendo eu próprio bastante cuidado nos "sites" e livros que consulto.

Anónimo disse...

pedro muuito obrigada por postar isso vc me ajudou a fazer um trabalho de ciencias q a professoare um porre em tao ja viune se eu n fizesse!!! continue assim
bjkas ;***