domingo, outubro 12, 2008

Uma "pata de vaca" exótica


De há uns tempos a esta parte que uma árvore, plantada como ornamental no Algarve, me vinha intrigando...Intrigava-me o seu ar exótico e, em simultâneo, as suas "parecenças" com a olaia.



Após alguma investigação, penso que posso afirmar, com alguma segurança, que a espécie em causa é a Bauhinia variegata L., espécie originária do leste da Ásia, desde a Índia até à China.

Esta espécie é conhecida pelo nome de "pata de vaca" no Brasil, onde é comum como árvore ornamental. Em espanhol é conhecida pelo mesmo nome, sendo que em língua inglesa é conhecida como "orchid tree" ou "camel's foot tree".



Para a respectiva identificação, face a outras espécies do mesmo género, contribuíram alguns pormenores do respectivo fruto (uma vagem* de 20 a 30 cm, plana e recurvada) e das respectivas flores, as quais possuem 5 estames**.

* Visível na primeira fotografia.
** Visíveis na terceira imagem.




As flores podem ser brancas ou de cor rosa (como é visível na última imagem), ocorrendo a floração de Abril a Maio.

No entanto, no mesmo ano, pode ocorrer uma segunda floração mais tardia, embora com menor intensidade. Tal parece ter sido o caso destes exemplares situados em Paderne (Albufeira).

As flores apresentam ainda a particularidade de serem comestíveis.



P.S. - Agradecia que algum leitor, nomeadamente do Brasil, me pudesse confirmar a identificação desta espécie. Antecipadamente agradecido por qualquer ajuda nesta questão.

8 comentários:

Paulo disse...

Penso que se trata da Bauhinia variegata, sim. Já a vi identificada como árvore-de-São-Tomé, mas não sei por que razão.

Anónimo disse...

O genero posso confirmar com toda a certeza que seja esse..a especie se nao for essa nao esta muito longe. E é de facto uma arvore bonita que se começa a ver cada vez mais por ca.

Ana Patudos disse...

Bonitos exemplares que não conhecia, adorei!
Abraço
Ana Paula

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Paulo e "anónimo":

Obrigado pelos vossos comentários. O género parece-me, de facto, indiscutível; em relação à espécie, as principais características são coincidentes com a "variegata", mas hoje em dia há tantos híbridos com características intermédias!...

Não encontrei referências a nomes comuns, em Portugal, para esta espécie, mas não me admirava que tivesse esse nome, mesmo não sendo uma espécie de S. Tomé (ou de África).
A Botânica tem casos semelhantes, quer nos nomes comuns (Ex: castanheiro-da-índia), quer em nomes latinos (Ex: Quercus canariensis).

Um abraço.


Ana,

Esta espécie é muito bonita, sobretudo no pico do período de floração.
No entanto, é de uma família (Fabaceae) cujos elementos têm "tendência" a revelar-se com aptidões invasoras. No entanto, não encontrei esse tipo de informação para esta espécie.

Abraço.

Marcelo Franco disse...

É uma pata de vaca sim, é muito usada em paisagismo urbano aqui na cidade de Vitória, Espiríto Santo, Brasil, principalmente a rosa, sem contar que é muito comum encontrá-las em jardins por toda cidade e no estado inteiro, é muito apreciada por ser uma árvore que dá uma ótima sombra, de crescimento rápido e que não precisa de cuidados especiais quanto ao solo e ao clima.

António Saraiva disse...

A B. rosa é a B. variegata
A B. branva é a Bauhinia candida
(as 2 florescem na Primavera; por vezes a candida é considerada variedade da B. variegata)
A B. roxa é a B. blakeana, floresce no Outono.
Vivo e trabalho desde 1985 em Macau, onde as Bauhinias são muito comuns

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

António,

Obrigado pelos esclarecimentos.

Normando disse...

Plantamos três árvores pata de vaca na nossa calçada. Faz uns quatro anos, elas estão frondosas e lindas ! Estamos em Atibaia, no Estado de São Paulo. Abraços Normando Rolim.