sábado, abril 21, 2007

Simplesmente Silves


Estes dois plátanos (Platanus orientalis L. var. acerifolia Aiton) situados à beira do Rio Arade, junto à Ponte Velha de Silves, não são particularmente monumentais, mas na plenitude da sua copa ainda não corrompida são o exemplo de como as árvores ajudam a definir uma paisagem.




A Silves

ó Dona dos Corações, em ti, talvez,
esteja a causa do tormento do cantor,
diz adeus a quem te quer, inda uma vez,
e que, sem ti, por nada sente amor.
quanto te sinto longe na lembrança
choro por ti, Silves, qual criança.


Ibn Habîb (poeta que viveu na Silves almorávida)

1 comentário:

Paralaxe disse...

Este Blog está listado no

Directório Paralaxe