sexta-feira, abril 20, 2007

Será ironia ou sarcasmo?

O Diário XXI de hoje trazia a seguinte notícia que, por motivos óbvios, me chamou a atenção:

Moto-serras produzem esculturas ao vivo

"A organização da feira Casa Jardim, na Covilhã, vai apresentar durante o fim-de-semana um espectáculo inédito de esculturas com moto-serras. A actividade está inserida no programa da feira anual (...).
“Para além da área de exposição totalmente preenchida, durante o fim-de-semana haverá demonstrações de arte e perícia”, refere Carla Antunes, da organização. “Vamos ter grandes troncos de madeira, que vão ser esculpidos ao vivo por pessoas que trabalham apenas com moto-serras”, descreve(...)
É um tipo de demonstrações que começam a ser habituais neste tipo de feiras. São promovidas pelas marcas de ferramentas e há até campeonatos”, refere. No caso, “foi através de um dos representantes de moto-serras presente na feira que trouxemos o espectáculo”. Durante a exibição, uma ou duas pessoas especialistas na utilização de moto-serras, actuam num espaço vedado “com todas as condições de segurança”".

Li esta história das esculturas com moto-serras e pensei logo nas instalações artísticas que podemos encontrar um pouco por toda a cidade da Covilhã.

Será que a organização da "Casa Jardim" não poderia criar um prémio para estas macabras obras do engenho humano?

Foi-me difícil escolher, mas lá me decidi por três "obras" que deixo à consideração da organização do evento...Nota: a escolha dos nomes é da minha inteira responsabilidade!

O bicho-cornudo


O cabide de rua


O estilo unicórnio

2 comentários:

Anónimo disse...

Todos os meios serão úteis para chamar a atenção dos cidadãos para a inércia, condescendência e beneplácito com que as autoridades locais pactuam com crimes ambientais como os descritos aqui. Acho que elas sentem mais a picada se ela for dada com sarcasmo, precisamente porque não sabem o que é humor, ironia e sarcasmo. Força aí. Abraço. Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

Pedro n. t. santos disse...

Obrigado pela força, Octávio.

Pelo menos,blogues como os nossos e outros, nunca baixarão a sua voz, sob esta ou outras formas, para denunciar estes crimes.

abraço, bom fim-de-semana.