segunda-feira, setembro 01, 2008

A maior faia do país?

Faia (Fagus sylvatica L.) - Ponte de Lima


Tudo começou com um passeio a Ponte de Lima e uma araucária.

A dita araucária (Araucaria bidwillii Hook. f.) situa-se nos jardins da Santa Casa da Misericórdia, em Ponte de Lima e, na altura, a falta de tempo impediu-me de os explorar convenientemente.

Mas ficou o desejo...

Posteriormente, a Manuela do "Dias com árvores" deixou-me um comentário onde mencionava uma faia (Fagus sylvatica L.) de grandes dimensões, existente nesse mesmo jardim.


O que ela me foi dizer! Claro que aquela informação me ficou a "martelar" o juízo até ao mês passado, altura em que tive ocasião de regressar a Ponte de Lima.


Claro que nem tudo foi perfeito e a chuva que se fazia sentir nesse dia, não me deu a oportunidade para apreciar de forma pausada, o magnífico arboreto existente no jardim da Santa Casa da Misericórdia desta vila minhota. Mas houve uma "trégua" suficiente para a ver...


A Manuela tinha toda a razão, trata-se de uma faia monumental capaz de suscitar as maiores admirações e paixões.


Mas será a maior do nosso país? O "Árvores Monumentais de Portugal" do Ernesto Goes menciona uma faia existente em terrenos da Universidade do Porto, na Rua do Campo Alegre, como sendo o maior exemplar conhecido desta espécie em Portugal.

No entanto, não a consegui localizar na lista das árvores classificadas do distrito do Porto, nem no "Dias com árvores". Fico na expectativa de alguém me poder confirmar se esta faia do Porto continua viva e saudável.

Mas, independentemente disso, esta faia de Ponte de Lima é um exemplar notável, inserida num magnífico arboreto merecedor de ser classificado. Merece uma futura visita mais demorada, de modo a obter as dimensões desta faia e fotografar outras árvores.



Faia (Fagus sylvatica L.) - Ponte de Lima

5 comentários:

Rafael Carvalho disse...

É sem sombra para dúvida um belo exemplar.
Conheço outros exemplares de faia de porte assinalável, na Quinta do Vale Abraão em Lamego.

Paulo Araújo disse...

A faia mencionada por Ernesto Goes, que existia no jardim da Círculo Universitário do Porto (ou Casa de Primo Madeira), à rua do Campo Alegre, já tombou há mais de meia-dúzia de anos. Mas, como o tronco ficou no lugar onde caiu, a sua grande envergadura ainda lá pode ser apreciada. Não acredito, porém, que ela fosse maior do que essa faia de Ponte de Lima.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Caro Rafael,

Se gosta de árvores, aconselho-o a colocar Ponte de Lima no seu roteiro.
Vou assinalar essa informação de Lamego para uma visita futura. Obrigado.

Paulo,

No fundo, temia esse desfecho. Muito obrigado pela rapidez da resposta e pela informação tão detalhada.
A faia de Ponte de Lima é um exemplar notável, que impressiona mesmo num terreno onde existem outras árvores assinaláveis.
Um abraço.

Jardineira aprendiz disse...

Já está marcada na wish list uma visita a este jardim. Este ano pela primeira vez visitei a vila, além do festival de jardins. Vinha um pouco decepcionada com o festival, mas fiquei surpreendida pela positiva com a vila, com o gosto pelas plantas e pelos jardins que se sente. Mas não sabia deste! Fica para a próxima.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

O "Festival" é apenas um pretexto. A vila é muito bonita e, apesar de também ter exemplos de podas aberrantes, possui um património arbóreo muito interessante.