sexta-feira, setembro 26, 2008

Cronologia de um "disparate pegado"


A 21 de Março de 2007, a Câmara Municipal de Albufeira decidiu "festejar" o Dia da Árvore, cortando dezenas de pimenteiras na Avenida dos Descobrimentos.


Um vanguardismo está bem de se ver!


Anunciava-se mais uma daquelas "requalificações" que implicam (quase) sempre o abate de árvores! Nada a que não estejamos já habituados...

Avenida dos Descobrimentos - Albufeira (21 de Março de 2007) - Fotografia de Miguel Rodrigues

Seguiu-se, em Novembro de 2007, e após as ditas "requalificações", a plantação de novas árvores. Mas não umas árvores quaisquer!

A Câmara de Albufeira decide arriscar novamente. Em vez de plantar árvores e de as podar radicalmente passados alguns anos, como acontece na generalidade dos municípios portugueses, decidiu inovar...Para quê esperar alguns anos? Por que não plantar árvores que já tivessem sofrido este "corte à máquina zero"?! E se assim o planeou, melhor o executou...

Avenida dos Descobrimentos - Albufeira (Novembro de 2007)

E eis-nos assim, chegados ao final do Verão de 2008, ansiosos por saber o que aconteceu a estas árvores, vítimas do "experimentalismo arbóreo" da Câmara Municipal de Albufeira?

Avenida dos Descobrimentos (Setembro de 2008)


Muitas destas árvores nunca chegaram a desenvolver folhas e aparentam ter morrido. Curioso!
Só na fotografia anterior contamos 4 jacarandás de aspecto moribundo, sem quaisquer folhas.

Será que sofrem do mesmo "mal" das árvores de Avelãs de Caminho? Claro que sim, mas não se trata de nenhuma doença ou praga. Trata-se de pura estupidez humana!



P.S. - Em Albufeira, a "moda" de plantar jacarandás podados de forma radical, alastrou às obras de requalificação da estrada que liga a zona de Montechoro à EN 125.

Como se pode observar pela imagem sob este texto, as árvores transbordam "vivacidade"! Numa contagem rápida, observei mais de 10 exemplares que não chegaram a produzir quaisquer folhas.

Estrada Montechoro-EN125 (Albufeira) - Setembro de 2008

A incompetência na gestão dos espaços verdes é uma triste realidade que associamos a qualquer concelho português.

Mas no concelho de Albufeira, um dos mais ricos do país, esta situação não é apenas incompreensível. É inaceitável!

3 comentários:

Rosa disse...

Não é só em Albufeira Pedro, infelizmente é um mal nacional e não é de agora, eu chamo-lhe as Árvores de Botelho, por isto

http://cheirar.blogspot.com/2007/12/as-rvores-de-botelho.html

Deve ser como o fado.

Júlia Galego disse...

Pelos vistos, a moda dos jacarandás alastrou a vários concelhos. Por aqui abatem-se dezenas de árvores e plantam-se meia dúzia de jacarandás. É a biodiversidade à moda das autarquias.
Bom fim de semana

miguel disse...

Muito triste.ainda por cima como o clima do algarve é muito nebuloso as árvores com a sua sombra não fazem falta nenhuma. Há que mostrar trabalhinho que as autárquicas estão à porta.E plantar demora.Podar é mais ...planfetário