domingo, fevereiro 22, 2009

Poda radical é crime!

Imagem retirado do blogue "O ambiente na Figueira da Foz"

Tenho a sensação que esta iniciativa da Prefeitura de São Paulo é impossível de replicar nos nossos municípios e por um motivo bem simples...



É que por cá, as autarquias sancionam, com o dinheiro dos contribuintes, a destruição do património arbóreo situado na via pública.


7 comentários:

ljma disse...

O pior é que esses atentados são feitos não só com o dinheiro dos contribuintes, como até a pedido dos contribuintes. De alguns, pelo menos.

Saudações!
José Amoreira

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Essa é talvez a parte que mais me dói...Saber que estes crimes só existem porque a maioria das pessoas os aprova, os considera naturais (e até benéficos para as árvores) e que os mesmos sejam feitos, pelas autarquias, em nome da nossa segurança.
Isto quando é uma evidência científica que são estas intervenções que aceleram o processo de degradação e morte das árvores.

Abraço.

jp disse...

e tipo Bauhaus
nao e a tradiçao baroco

Anónimo disse...

Deveríamos colocar umas imagens pornográficas (daquelas muito chocantes e feias...) penduradas naquela árvore. Ao lado da imagem do autarca local " VOTE ..."

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Caro anónimo,

Não considero que seja necessário colocar nada mais nesta árvore. Ela já é suficientemente esclarecedora quanto ao respeito que quem nos governa demonstra face às árvores.
Infelizmente, estas práticas também ocorrem porque muita gente as solicita...Há quem prefira ver o "mamarracho" do vizinho, face à sombra de uma árvore.
Os políticos sabem bem que, no actual estado de informação da nossa sociedade, ganham muitos mais votos, do que os que perdem, com este tipo de podas radicais.

Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho disse...

Este é um mal que está presente em todas as cidades.
Quando não são os poderes públicos, sãos alguns moradores que fazem isso, muitas vezes na "calada da noite".
Isso sem falar nos que colocam ácido de baterias de carros para matar as árvores.
Os que defendem as árvores tem que estar sempre vigilantes...

Cesar

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Olá Cesar,


Essas situações de ataques isolados de pessoas a árvores também ocorrem em Portugal, mas é mais vulgar esse vandalismo ser perpetrado pelas próprias autoridades municipais.


Como disse um amigo meu, o que as árvores necessitam é de um sindicato que as defenda!


Abraço.