sexta-feira, dezembro 01, 2006

A um português que nunca se rendeu...





...porque a poesia tem tudo a ver com as árvores!






Talasnal, Serra da Lousã, Janeiro 2006



O Lorinhão Escorreito

— O que é o suplício de Tântalo?
—É uma luz muito íntima que me aquece à noite.
— O que é o suicídio?
— É descer lentamente com o vagar de quem sobe.
— O que é o amor?
— É uma rua muito sossegada onde só se passou uma vez.
— O que é muita fome?
— É um tinteiro de prata cheio de sangue.
— O que é a nobreza?
— É o vento vindo dos bosques.
— O que é o sonho?
— É o simulacro da melancolia.
— O que é a coragem?
— É uma igreja dentro de uma noz.
— O que é um galo?
— É uma dilatação na parte posterior da cabeça.
— O que é a razão?
— é uma carta vinda de longe.

(Mário Cesariny/João Rodrigues)

7 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Olá, depois de um desgosto com uma poda camarária resolvi fazer uma pesquisa no google sobre as ditas e descobri o teu blog. Não podia passar sem deixar um comentário - gostei muito e fico feliz por descobrir mais uma voz pela natureza!

pedro n. t. santos disse...

Obrigado pelo comentário...de facto, todos os Invernos acabo por ter desgostos com a história das podas camarárias, sofrendo muitas vezes por antecipação, ao tentar imaginar quais as árvores que serão podadas no Inverno seguinte...Temos que continuar a denunciar uma prática que não tem qualquer justificação técnica, embora resulte muitas vezes da ignorância de quem não sabe adequar a escolha da árvore ao sítio onde esta vai crescer...
Enfim, só nos resta denunciar!

Paulo Sempre disse...

AS árvores morrem de pé!

Ramos disse...

Será aqui que encontro notícia da confirmação do plantio de carvalhos no dia 09DEZ, Serra da Estrela?

ljma disse...

Ramos,
não quero ultrapassar o nosso anfitrião aqui do Sombra Verde, mas deixa-me dizer-te que aqui encontras a inspiração para o plantio de carvalhos no dia 9 de Dezembro,e também no dia 10, 11, 12, etc, o que, diga-se de pasagem, já não é nada pouco.
Quanto à acção do dia 9, é difícil confirmar seja o que for, com o tempo como está. Ainda assim, eu estarei às 9 horas do dia 9 no Covão da Ametade, disposto a ajudar no que puder, e a regressar a casa se não houver condições. A pessoa a quem te deves dirigir, para a confirmação possível, é ao coordenador do programa, cujo email podes encontrar no site www.ase.serradaestrela.com/.
Até sábado!

pedro n. t. santos disse...

Caro José, obrigado por teres dado a resposta. Espero que as sementeiras tenham corrido bem. Abraço

bettips disse...

Uma maravilha onde passo às vezes. Aquelas oliveiras, apetecia-me, sei lá: coroá-las, por luzes de Natal, a elas, sim: coroas de luzes. Raínhas, corpos de madeira nobre. E falar-lhes, recitar-lhes poesia. Abç amigo