terça-feira, outubro 31, 2006

Salvem as árvores da minha cidade - Parte IV

Porque continuo a ser pelas tílias, decidi partilhar com os leitores deste blogue, mais dois belos exemplares deste género, existentes na Covilhã...a primeira fotografia, refere-se a uma tília situada na zona da Travessa da Tapada e as duas restantes são de um exemplar existente junto à entrada principal da cidade, na Alameda Pêro da Covilhã (perto da linha de comboio, do lado oposto a uma gasolineira).


Tília na Travessa da Tapada


São dois belos exemplares, com copas bem desenvolvidas e que, se protegidas da acção nefasta de podas mal executadas, poderão tornar-se nos próximos anos exemplares ainda mais notáveis, merecedores de classificação como árvores de interesse público.


Tília situada na Alameda Pêro da Covilhã

2 comentários:

ljma disse...

Caramba! Estive por acaso na semana passada a admirar esta tília da Travessa da Tapada (e a pensar que era mesmo ignorante por não saber o nome da árvore)! Árvores assim são realmente dignas de admiração, como o céu noturno num sítio sem iluminação pública, o mar infinito numa tarde de inverno ou ar da Serra no final das tardes de Verão, quando tudo se aquieta, parece que até a brisa se prepara para adormecer...

pedro n. t. santos disse...

Há de facto poucas coisas comparáveis ao prazer de chegar à Covilhã, a meio da Primavera (antes do "aquecimento global" era no final da Primavera...) e sentir o cheiro das tílias em flor...