quarta-feira, junho 10, 2009

Um bom par de razões para ir ao Sabugal


A pergunta pode parecer tonta mas, ainda assim, vou arriscar...Porquê ir ao Sabugal assistir a um seminário sobre árvores monumentais?

O que poderá levar alguém, no seu perfeito juízo, a trocar o ar condicionado da sua cidade por uma incursão no mais profundo do interior português?

A resposta é bem simples de ser dada, pelo menos por quem, como eu, gosta de árvores e de, constantemente, procurar conhecer mais sobre elas.


Nos próximos dias 25 e 26 de Junho teremos a oportunidade de ver reunidos, num único local, alguns dos maiores especialistas do Velho Continente em árvores monumentais, com destaque para Susana Lerena que, em Espanha, lidera um projecto que já catalogou mais de 3 milhares de exemplares monumentais e para Ted Green, um dos maiores especialistas britânicos em árvores históricas.


Sim, eu sei, é no Sabugal! Bem sei que era mais cómodo se fosse em Lisboa ou no Porto, mas as pessoas que constituíram a Associação Árvores de Portugal acreditam que o nosso país não se resume a uma estreita faixa ao longo do litoral e que, a terra que alberga um dos maiores castanheiros e uma das maiores sequóias do país, será o cenário ideal para acolher os defensores e entusiastas das árvores.


Há ainda a questão do preço, bem sei...

Mas deixem-me fazer uma comparação, ainda que não seja a mais feliz.
As pessoas que gostam de futebol, por exemplo, não podem querer ver um grande jogo da Liga dos Campeões ao preço de um jogo da "Liga dos Últimos".

As pessoas têm que procurar compreender que para uma associação recém-formada, ainda que com o apoio de uma Câmara Municipal e o patrocínio de uma empresa, não é fácil organizar um evento destes e fazer face a determinados custos.


Mas regressemos ao essencial. Para quem gosta de árvores este será um momento único e difícil de repetir no futuro, i
ndependentemente do que esse mesmo futuro reserve à Árvores de Portugal.
Perdê-lo será quase imperdoável...Não se pode gostar de árvores e não aproveitar o privilégio de passear, por entre castanheiros centenários, ouvindo as deliciosas histórias de Ted Green.


Sabemos que é uma aposta arriscada, mas acreditamos que há, em Portugal, homens e mulheres que amam os gigantes verdes deste país.
Pois bem, é altura de unirmos esforços na sua defesa, é altura de dar a cara por elas.

Elas merecem bem este pequeno sacrifício...Venham ao Sabugal, celebrar a ÁRVORE.


E, de passo, aprender um pouco mais sobre elas, com o seguinte conjunto de oradores convidados:


Jorge Paiva
- Licenciado em Ciências Biológicas e Doutorado em Biologia, aposentado, tendo sido investigador principal no Departamento de Botânica da Universidade de Coimbra.
Como professor convidado leccionou, entre outras, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, nos Departamentos de Biologia das Universidade de Aveiro e da Madeira e no Departamento de Recursos Naturais e Medio Ambiente da Universidade de Vigo (Espanha).

A sua actividade em defesa do ambiente foi já distinguida com diversos prémios:
- Prémio Nacional da Quercus (Associação Nacional de Conservação da Natureza), em 1993;
- Menções honrosas nos Prémios Nacionais do Ambiente “Fernando Pereira”, conferidas pela Confederação Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, em 2001 e 2002.
- Prémio “Carreira” da Confederação Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, em 2005.

Publicou, até à actualidade, mais de cinco centenas de trabalhos sobre fitotaxonomia, palinologia e ambiente.
O total de comunicações proferidas em diversas conferências, reuniões científicas, congressos, simpósios ou acções pedagógicas já supera o milhar.


- Susana Domínguez Lerena - Engenheira florestal e fotógrafa da natureza, trabalhou durante mais de 10 anos em investigação no âmbito da regeneração vegetal, ao mesmo tempo que desempenhou uma intensa acção de divulgação no campo da investigação científica e da educação ambiental.

Os seus artigos científicos, ou de âmbito mais generalista, têm sido publicados em revistas de prestígio como a "Forest Ecology and Management", "Plant and Soil", "National Geographic" e ainda nos dois principais diários espanhóis: o "El País" e o "El Mundo".

Colaborou em diversos espaços de divulgação em estações de rádio e canais de televisão do país vizinho. Por duas vezes, obteve o prémio jornalístico "Montero de Burgos" pelos seus artigos de divulgação florestal.


É autora das obras "Árboles de Nuestros Bosques" e "Los Secretos de los Árboles", além de ser co-autora de diversas publicações e exposições fotográficas sobre árvores.

Na actualidade dirige o projecto de catalogação, conservação e divulgação das árvores monumentais de Espanha, Árboles, Leyendas Vivas, o qual já referenciou milhares de exemplares notáveis por toda a geografia espanhola.
Alguns destes mais de 3 milhares de exemplares monumentais serviram de base à publicação dum livro com o mesmo nome do projecto "Árboles, Leyendas Vivas", o qual reuniu 100 das maiores e mais antigas árvores do país vizinho.


- Ted Green - "The Ancient Tree Man", como é conhecido em Inglaterra, é uma das personalidades mais influentes, no Reino Unido, no campo da conservação das árvores monumentais e históricas, tendo sido um dos membros fundadores do Ancient Tree Forum.
No decurso dos últimos 20 anos, Ted Green tem ajudado a mudar a forma como as árvores velhas são vistas pela sociedade britânica, passando de ruínas inúteis e perigosas a tesouros históricos e biológicos.
Foi conselheiro da English Nature, agência governamental britânica de conservação da natureza, entre 1990 e 2006. Foi igualmente conselheiro da Casa Real na gestão de diversas propriedades da Coroa Britânica (nomeadamente do Windsor Great Park).
Trabalhou em Fitopatologia na Universidade de Londres sendo, actualmente, um frequente orador da especialidade e, não raras vezes, escreve em publicações da área.
Devido ao seu valoroso trabalho de defesa e divulgação das árvores históricas do Reino Unido foi agraciado com um título MBE (Member of the British Empire).
É ainda um dos autores, em conjunto com Jill Butler, do blogue "Jill and Ted's tree-mendous adventure".

- Paulo Ventura Araújo - Professor e investigador, no campo da Matemática, na Faculdade de Ciências do Porto.
Foi um dos autores do blogue "Dias com Árvores", em conjunto com Maria Pires de Carvalho e Manuela Delgado Leão Ramos, com as quais publicou os livros "Um Porto de Árvores" e "À Sombra de Árvores com História".
É também autor de algumas das fotografias constantes do "Guia de Campo: As Árvores e os Arbustos de Portugal Continental" publicado na Colecção "Árvores e Florestas de Portugal", da responsabilidade editorial do jornal "Público".
Com base nos textos escritos no "Dias com Árvores" publicou recentemente o livro "A Árvore de Natal do Senhor Ministro", livro que irá apresentar no Sabugal.




Por último, convém ainda sublinhar a palestra de António Dargent de Campos Andrada, um dos responsáveis máximos, dentro da Autoridade Florestal Nacional, pelo processo de classificação de árvores.
Entre outros aspectos, este técnico abordará os critérios de avaliação que determinam a classificação de um dado exemplar e falará sobre a necessidade de alterar a legislação que rege as árvores de interesse público.

9 comentários:

Júlia Galego disse...

Pedro, tenho imensa pena de não poder ir ao Sabugal, mas no dia 27 temos a apresentação do nosso projecto e nos dias 25 e 26 estarei ocupada na sua preparação. Se não fosse isso, além do grande interesse que tenho pela iniciativa, aproveitaria também para conhecer o Sabugal.
Faço votos para que o seminário seja um sucesso.
Cumprimentos

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Júlia,

Haverá outras oportunidades. Agradeço os votos de sucesso, que retribuo para o projecto "Saberes e Ambiente".

Cumprimentos.

juan disse...

Hola Pedro, (perdona que no escriba en portugues).
He visto tu blog buscando referencias sobre arboles de tu pais y me gusta lo que he encontado en tu blog, es un gran trabajo.
Puedo hacerte una consulta? ...
Conoces si se ha editado algun libro de poesia portuguesa con el tema del árbol? Si conoces algo, obrigado por tu contesación, me lo dices (no sabía a quien recurrir en el idioma del portugués, gracias

juan echegoyen disse...

Hola Pedro.
Buscando en la red sobre arvores de tu pais, he conocido tu blog y me parece un gran trabajo y muy interesante.
Estoy buscando poesia portuguesa referente al arbol, ¿sabes si se ha editado algo? Desgraciadamente conozco poco sobre poetas portugueses y la bibliografia en la universidad de Alicante no es muy extensa.
Obrigado

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Olá Juan,

Não conheço nenhum livro específico com poemas sobre árvores, editado em português.

Mas existe uma página na internet com vários poemas sobre árvores, da autoria de poetas portugueses e estrangeiros (traduzidos para português):http://lugardaspalavras.no.sapo.pt/arvores/arvores00.htm

Um abraço para Alicante!

ssebastiao disse...

Pedro; estou a considerar a possibilidade de me inscrever, mas antes disso, preciso ter ideias sobre alojamento.
Podes sugerir-me alguma solução?

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

António,

Respondo-te brevemente para o teu e-mail. Abraço.

Isabel Santos disse...

Olá Pedro!
Obrigada pelas palavras simpáticas deixadas no meu blog, a feira valeu sobretudo pela divulgação dos meus trabalhos e dos da mãe.
Claro que não podias faltar ao que se vai passar no Sabugal, acho que todo o esforço por que vais passar vai ser superado pelo prazer e conhecimentos que vais receber nas diferentes palestras. Por isso, força, meu irmão.
Tem uma excelente semana.
Beijinhos

Vera F. disse...

Bom dia,

Quero felicitá-lo porque "A sombra verde" apareceu no programa BIOSFERA da RTP2 (que também passa na RTPN)na passada semana! Por isso, não queria deixar passar o momento em branco! :)

Um abraço verde