quinta-feira, novembro 19, 2009

Plátanos em risco

Imagem retirada do blogue Rio das Maçãs


A seguir com muita atenção a intenção da Estradas de Portugal (EP) intervir em 572 árvores no concelho de Sintra.

Entre as árvores visadas, encontram-se os plátanos situados junto à Adega de Colares (visíveis na imagem retirada do blogue Rio das Maçãs, que tem dedicado alguns textos ao assunto).

Espero estar profundamente enganado mas, por situações anteriores, antevejo que esta intenção não augure nada de positivo para este património natural. Actualmente, a EP olha para as árvores que estão sob a sua alçada, apenas como uma fonte de conflitos e de despesas.
Deste modo, qualquer desculpa é boa para a EP abater algumas árvores. Para os seus administradores, tal actos são sempre geradores de poupança e de simpatias entre os muitos portugueses que destilam ódio pelos nossos arvoredos. Resumindo, menos árvores são sempre sinónimo de menos dores de cabeça.


Podem, igualmente, ler um artigo mais extenso que escrevi no blogue da Árvores de Portugal.

3 comentários:

Nuno Carvalho disse...

Longe vão os tempos em que a Junta Autónoma das Estradas (actualmente Estradas de Portugal) possuía um serviço de arborização de estradas, dotado de diversos viveiros próprios espalhados pelo País. Ainda existem alguns vestígios desse magnífico trabalho realizado, sobretudo nas décadas de 1950/1960, sendo notável a escolha/posicionamento das árvores que era feito na altura. Mais um património – vivo e com valor ecológico e paisagístico - que se está a perder.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Caro Nuno,

Não podia estar mais de acordo. Neste, como noutros aspectos, o país parece que regride em vez de avançar.

Cumprimentos.

Sérgio disse...

Nestas férias de 2009, passei por lá várias vezes e que MAGNÍFICA ( FIQUEI ENCANTADO ) avenida arborizada! Não me digam que todas estas arvores vão desaparecer...???